Você já ouviu falar de Alimentação como Cura?

Foto de uma mulher comendo um prato de comida saudável.

Nem toda dieta é nossa inimiga. Descubra as “dietas do bem”, utilizadas para prevenir e até curar doenças.

Como já falamos por aqui, o mercado Wellness vem crescendo de acordo com a necessidade do consumidor atual, que, após passar por uma pandemia, precisa priorizar a saúde e o bem-estar muito mais do que antes

Você já ouviu falar de “food as medicine”?

O termo “Food as medicine” vem ganhando notoriedade no universo Wellness. A revista digital Nature publicou uma definição assertiva sobre o assunto, em uma matéria que retrata a realidade das mulheres com Síndrome do Ovário Policístico, e nos ensina: food as medicine é o futuro da alimentação em prol da longevidade e melhor qualidade de vida, podendo auxiliar na manutenção e até cura de doenças e disfunções hormonais.

“Food as medicine” é hoje considerado uma prática, não apenas uma teoria. Não temos apenas uma definição, conceito ou regras a serem seguidas, mas em geral, prioriza-se o ato de se alimentar como ato de cura, entendendo que a escolha do alimento ingerido pode fazer grande diferença no bem-estar e na manutenção da saúde, reduzindo sintomas e desconfortos gerados.

Como começar a praticar Food as medicine?

O principal foco da prática é o aumento da variedade de consumo de alimentos naturais, como frutas, verduras e legumes, diminuindo a ingestão de comida processada, ricas em açúcar, óleo e sal. Alguns alimentos são chamados de super alimentos, ou alimentos funcionais, e são conhecidos por terem grandes níveis de algum micronutriente ou biomolécula em particular. Aqui, incluimos uma variedade de ervas, temperos, legumes, nozes, sementes e grãos.

E como seguir a dieta perfeita?

Para uma boa prática, é necessário entender com seu médico nutricionista o que poderia funcionar para você. É importante gerenciar a prática no seu corpo, sempre checando os dados coletados em exames de sangue.

O futuro é personalizado

Para os adeptos da prática, uma boa notícia: o futuro será cada vez mais personalizado. A nutrigenética, por exemplo, garante uma dieta personalizada, perfeita para suprir os nutrientes necessários de acordo com o seu perfil genético.

Através da nutrigenética, o médico nutricionista conseguirá criar modificações na dieta causadas pela presença ou ausência de marcadores biológicos específicos, auxiliando não só na manutenção de sintomas de doenças crônicas, como na prevenção delas.

A longevidade não é o único desejo. O objetivo mesmo é a manutenção de uma boa vida, com o máximo de qualidade e bem-estar.

Preparados para o futuro? Nós também.

Nos vemos lá fora,

Mude.