Como se sentir confiante para iniciar aulas de luta?

Professor vestindo uma camisa verde ensinando movimento de luta do Muay Thay

Diz a verdade, você sempre quis fazer aulas de luta, não é? E por que não começou?

Sabemos que é difícil sentir-se confiante para entrar em uma academia de luta e começar a lutar, mas você já parou para pensar no que está perdendo?

A luta, ou melhor, os vários tipos de luta, são exercícios completos, que movimentam todo o seu corpo, além de auxiliar na saúde da sua mente.

As práticas de luta mais famosas hoje em dia são:

  • Muay thai
  • Karatê
  • Jiu-jitsu
  • Taekwondo
  • Kung fu
  • Capoeira

Os benefícios principais dessas práticas podem ser vistas no seu dia-a-dia, em pouco tempo de treino: já nos primeiros meses, o aluno já percebe uma melhor condição física, diminuindo a fadiga e aumentando a flexibilidade do corpo.

A luta também desenvolve a coordenação motora, além de auxiliar no bom funcionamento intestinal e fortalecer vários grupos musculares ao mesmo tempo, diferente de outros tipos de treino que trabalham cada músculo isoladamente.

Agora, quando falamos de confiança, a luta é a sua melhor aliada! Muitos adeptos à prática alegam se sentirem mais confiantes e menos tímidos. Isso porque a luta trabalha com o condicionamento de superação gradual, com diversos objetivos a serem conquistados, o que é um excelente treino para a mente e o espírito.

Para as mulheres, a luta também pode ser uma grande aliada, melhorando a agilidade e os reflexos, importantíssimos para a defesa pessoal, caso precise. Ele também prepara o seu corpo para o dia-a-dia pesado e corrido.

Disciplina é liberdade

Lutar desenvolve a disciplina, já que cada modalidade tem seu conjunto de regras de conduta e cada movimento tem sua técnica. É preciso treinar bastante e insistir, mesmo errando, até conseguir concluir o seu objetivo.

💡
Importante!
  • Procure um médico antes de qualquer coisa! Lutar exige bastante condicionamento físico.
  • Não se culpe por não conseguir aquele golpe de primeira, insista e não desista!
  • Lembre-se: luta não é para ferir! Nada de descontar a raiva no coleguinha.
  • Você é muito mais forte do que você imagina! Não se esqueça disso.

E aí, o que está esperando para começar?

Nos vemos lá fora,

Blog da Mude.